PUB.

D. José Cordeiro, Bispo da Diocese de Bragança-Miranda

NORDESTE TRANSMONTANO, UM POVO COM CHÃO E COM CÉU

 

No dia 30 de setembro de 2012, quase um ano depois da ordenação episcopal e começo do ministério, iniciámos a peregrinação da Visita Pastoral na nossa Diocese de Bragança-Miranda. Em cada ano pastoral, visitámos um Arciprestado: 2012-2013 o Arciprestado de Bragança; 2013-2014 o Arciprestado de Miranda; 2014-2015 o Arciprestado de Mirandela; 2015-2016 o Arciprestado de Moncorvo. O Ano litúrgico e pastoral 2018/2019 está a ser dedicado à visita pastoral da Diaconia da caridade, a todas as Instituições sócio caritativas da Diocese, isto é, a todas as pessoas que mais precisam e que são acompanhadas pelas IPSS’s canónicas.

A visita pastoral é um «verdadeiro tempo de graça e momento especial, antes único, para o encontro, a proximidade e o diálogo do Bispo com os fiéis. O Beato Bartolomeu dos Mártires na sua obra clássica Stimulus Pastorum, muito apreciada pelo próprio S. Carlos Borromeu, define a visita pastoral quasi anima episcopalis regiminis e descreve-a significativamente como uma expansão da presença espiritual do Bispo entre os seus fiéis» (São João Paulo II). Com efeito, assim aconteceu. Na verdade, para o Bispo ou o Pastor, como o recordam tantos santos Mestres, «o mais importante é conhecer o povo do Senhor que lhe está confiado».

Hoje, a Diocese de Bragança-Miranda tem cerca 120.000 habitantes, com a extensão de 6.598,5 Km2 de área geográfica, 321 Paróquias, num total de 545 comunidades cristãs, 4 Arciprestados, 18 Unidades Pastorais, 84 Presbíteros + 2 Bispos, dos quais 50 dedicados e sacrificados Párocos ou equiparados, 10 Diáconos, cerca de 120 Pessoas Consagradas, 6 seminaristas maiores, e muitos, muitos mais ministérios, serviços, famílias, movimentos, Instituições e fiéis leigos – é uma realidade desafiante.

O ‘inverno demográfico’ que constatamos nas nossas aldeias, onde há mais casas que pessoas, onde há mais funerais que Batismos e onde a quebra de taxas de natalidade e o envelhecimento da população, pode favorecer o desencanto na nossa terra. Todavia, numa Sociedade solidária e hospitaleira e num Estado social teremos de reforçar a criação e consolidação de condições de coesão e de confiança entre todos.

Uma jovem judia holandesa, Etty Hillessum, que morreu em Auschwitz, inicialmente longe de Deus, descobriu-O no coração e chegou a escrever: «somos sobretudo nós próprios que nos roubamos sozinhos. Acho a vida bela e sinto-me livre. Os céus estendem-se tanto dentro de mim como acima de mim. Creio em Deus e nos homens e atrevo-me a dizê-lo sem falso pudor. A vida é difícil, mas isso não é grave».

Não podemos adiar a esperança, o sonho de uma vida autêntica que nos salva.

Constatamos algum arrefecimento de alegria e da esperança que vem do Evangelho e sentimos a necessidade de uma pastoral que promova o encontro profícuo com Deus levando-nos ao reconhecimento de que somos seus amados filhos, para continuarmos a ser um povo com chão e com céu.

Queremos ser uma Igreja “em saída” e construtora de comunhão, fecundada pela alegria do Evangelho conforme os desafios ousados do Papa Francisco na Exortação Apostólica Evangelii Gaudium e na Amoris Laetitia.

Às vezes vivemos menos atentos aos valores do Espírito e distraídos por muitas mensagens contraditórias que conduzem a atitudes e comportamentos distantes da Tradição cristã e que não deixam pensar no essencial da vida. Todavia em nós, os crentes, ressoa constantemente o convite para que, da liturgia à caridade, da catequese ao testemunho de vida, tudo na Igreja torne visível e reconhecível o rosto de Cristo, a centralidade do mistério integral de Cristo. Ad docendum Christi Mysteria – Para mostrar os mistérios de Cristo.

 

Dedicatória à Kapital do NordestE

 

Ao jornal Kapital do NordestE desejamos as maiores felicidades e que seja um contributo positivo na construção do Bem Comum, que é o Bem de todos e de cada um, e na promoção e defesa da dignidade da Pessoa Humana integral.

 

X José Manuel Cordeiro

Bispo de Bragança-Miranda

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.