Sexagenário detido por caçar com chamariz e na posse de munição proibida em Mirandela

No dia 1 de novembro, o Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Mirandela deteve um homem de 69 anos por caçar com recurso a meio não permitido e por posse de munições proibidas, naquele concelho.

No âmbito de uma operação de fiscalização ao ato venatório, os elementos do NPA detetaram um homem a caçar com recurso a um chamariz eletrónico, sendo esse método proibido por lei”, revela o Comando Territorial de Bragança que, no decurso da ação policial, verificou “que o suspeito era portador de munições de zagalote que, também, não são permitidas”.

No decurso da operação levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana (GNR), foi apreendida uma espingarda de caça, 16 munições calibre 12, quatro munições zagalote e um chamariz.

No dia seguinte, a 2 de Novembro, o detido foi presente ao Tribunal judicial de Mirandela, tendo-lhe sido decretados seis meses de suspensão provisória do processo com injunção de pagamento de 400 euros a uma instituição particular de solidariedade social (IPSS).

A GNR sublinha que, através do Serviço da Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), tem como “preocupação diária a proteção ambiental e dos animais”. Assim, quem desejar denunciar infrações ou, simplesmente, esclarecer qualquer dúvida, poderá e deverá utilizar a Linha SOS Ambiente e Território (808 200 520), que funciona em permanência.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.
The website encountered an unexpected error. Please try again later.