Dois detidos por caça ilegal em Vila Flor

Ontem, dia 20 de novembro, o Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Mirandela deteve, em flagrante, dois homens por caça ilegal no concelho de Vila Flor.

No decorrer de uma ação de fiscalização ao exercício do ato venatório, os elementos do NPA detetaram que os suspeitos se encontravam a caçar em terreno não cinegético, nomeadamente, junto a uma estrada nacional, dentro de uma faixa de proteção de 100 metros”, revela o Comando Territorial de Bragança, em comunicado enviado à redação.

No decorrer das diligências policiais, os militares apreenderam duas armas de caça, a respetiva documentação inerente ao exercício do ato venatório e diversas munições.

Os detidos, de 19 e 45 anos, serão presentes hoje, dia 21 de novembro, ao Tribunal Judicial de Vila Flor para aplicação das medidas de coacção tidas por adequadas.

A GNR aproveita para relembrar que constituem “áreas de proteção”, isto é, áreas onde o exercício da caça pode causar perigo para a vida, saúde ou tranquilidade das pessoas ou constitui risco de danos para os bens, os seguintes locais: praias de banho, terrenos adjacentes a estabelecimentos de ensino, hospitalares, prisionais ou tutelares de menores, científicos, lares de idosos, instalações militares ou de forças de segurança, estabelecimentos de proteção à infância, estações radioelétricas, faróis, portos marítimos e fluviais, aeroportos, instalações turísticas, parques de campismo e desportivos, instalações industriais e de criação animal, bem como quaisquer terrenos que os circundem, numa faixa de proteção de 500 metros; povoados numa faixa de proteção de 250 metros; as estradas nacionais (EN), os itinerários principais (IP), os itinerários complementares (IC), as auto-estradas, as estradas regionais das Regiões Autónomas (ER) e as linhas de caminho de ferro numa faixa de proteção de 100 metros.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.
The website encountered an unexpected error. Please try again later.