PUB.

Caretos de Podence celebram domingo dois anos de Património da Humanidade com programa repleto

Os Caretos de Podence, em Trás-os-Montes, vão chocalhar pela aldeia do concelho de Macedo de Cavaleiros no domingo para comemorar o segundo aniversário do reconhecimento como Património da Humanidade, divulgou hoje a associação que os representa.

A pandemia de covid-19 tem restringido as festividades dos coloridos mascarados protagonistas do Entrudo Chocalheiro que, no Carnaval deste ano, não puderam chocalhar pelas ruas, assinalando a tradição às janelas da aldeia.

Apesar das restrições sanitárias se manterem, os Caretos prometem chocalhar adaptados à atual realidade com um programa que assinala o Reconhecimento pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) do Carnaval de Podence como Património Cultural Imaterial da Humanidade.

A distinção chegou a 12 de dezembro de 2019 e, dois anos depois, a Associação Grupo de Caretos de Podence e a Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros elaboraram um programa para assinalar a data, como informa a associação, em comunicado.

A manhã de domingo começa com uma visita à feira tradicional de Podence e a experiência “Pinta a Tua Máscara”.

A tarde será preenchida nesta aldeia do distrito de Bragança com animação de rua a cargo de gaiteiros e com os Caretos a chocalhar o património, assim como o descerramento de uma placa comemorativa do segundo aniversário do Património da Humanidade.

O programa inclui ainda uma visita aos murais que têm sido pintados nesta localidade e que têm tornado “Podence na aldeia mais colorida de Portugal”, com o garrido dos caretos e outros motivos nas fachadas das casas.

Trip

O vermelho, verde, amarelo e preto dos fatos e das máscaras e as endiabradas criaturas são uma presença constante num passeio pela aldeia de Macedo de Cavaleiros, mas também caras conhecidas localmente e a nível nacional, como o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Os Caretos de Podence marcam a folia de Carnaval no Nordeste Transmontano com coloridos e farfalhudos fatos, máscaras de ferro ou lata, chocalhos à cintura e um pau para amparar as tropelias.

Este é apontado como “o mais genuíno Carnaval português”, sem samba, ao ritmo da tradição.

Em toda a região de Trás-os-Montes há Caretos, todavia os de Podence distinguem-se dos restantes pelo chocalho, daí o nome da festa ser “Entrudo Chocalheiro”.

Os mais emblemáticos mascarados das tradições transmontanas têm representado Portugal em eventos internacionais com presença em 10 países.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.