Projetos culturais no valor de 1,2 milhões de euros implementados pela autarquia brigantina

Conjuntamente com outras entidades e no âmbito da aprovação de quatro candidaturas a Fundos Comunitários, o Município de Bragança vai implementar quatro projetos culturais no valor de 1.2 milhões de euros.

Através de um dos projetos aprovados, “Cultura para Todos”, o Município de Bragança visa “suprimir e/ou minimizar os obstáculos no acesso a conteúdos dos espaços culturais, promovendo, deste modo, um acesso igualitário por parte de cidadãos portadores de deficiência/incapacidade sensorial (visual ou auditiva), bem como cognitiva e intelectual”, explica o executivo, presidido por Hernâni Dias.

A autarquia brigantina pretende implementar este projeto, que considera “inovador”, nos mais variados espaços culturais municipais da cidade como o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, o Centro de Fotografia Georges Dussaud, o Museu Ibérico da Máscara e do Traje, o Museu Nacional Ferroviário de Bragança e o Teatro Municipal de Bragança, que irão, assim, ser dotados de diferentes valências de modo a ficarem acessíveis para este público-alvo.

Já em relação à candidatura “Programação Cultural em RedeImaterial”, o Município de Bragança encabeça a iniciativa “Somos Património”, articulando as ações previstas com os municípios de Vila Real, Espinho e Arcos de Valdevez, sendo, ainda, beneficiário, conjuntamente com o Município de Sabrosa, da candidatura “Palavras Cruzadas”, liderada pelo Município de Vila Real e igualmente beneficiário na candidatura “Arte e Cultura em Circulação... pelo Património”, da responsabilidade da Direção Regional de Cultura do Norte.

Projetos que já estão em curso”, refere o município, dando como exemplo o espetáculo “Os Bichos” que deverá ter lugar no Teatro Municipal de Bragança, em março de 2021, no âmbito da candidatura “Palavras Cruzadas”.

Estes projetos, sublinha o executivo, visam “projetar a imagem da Região do Norte através da realização de eventos associados ao património, à cultura e a bens culturais, levando, assim, à captação de fluxos turísticos internos ou externos, através da itinerância de eventos culturais”.

ce

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.