PUB.

Festival 7S7L esta noite em Alfândega com “Orkestra Popular des 7Luas”, após encontro com o PR no Palácio de Belém

Ontem, dia 5 de setembro, foi um dia histórico para o Sete Sóis Sete Luas (7S7L). Isto porque a comitiva composta pela organização do festival, pelos músicos da Brava7LuasBand, grupo que atuará em Alfândega já na próxima sexta-feira, e liderada pelo diretor do festival, Marco Abbondanza, foi recebida pelo Presidente da República (PR), Marcelo Rebelo de Sousa, no Palácio de Belém. E houve tudo um pouco, desde as selfies, obviamente, à troca de impressões e experiências, até à oferenda de presentes artísticos em forma de quadros ao PR, que apreciou bastante. Até porque Marcelo é um confesso fã incondicional dos países lusófonos, da sua história, cultura e gentes, tentando, sempre, promover uma ligação entre Portugal e os países que falam a língua de Camões.

Introduções à parte, é já esta noite, pelas 21h30, que Alfândega da Fé será a anfitriã da 27ª Edição do Festival 7S7L com a atuação da Orkestra Popular des 7Luas. Trata-se de uma produção original do festival que conta com seis prestigiados artistas provenientes de diversas culturas musicais enraizadas nos países da Rede Sete Sóis Sete Luas, que percorrem um longo e fascinante percurso que visita a música popular portuguesa, os ritmos brasileiros e guineenses, as melodias andaluzes e do Sul de Itália. Este concerto conta, ainda, com a participação dos grupos de cantares de Alfândega da Fé e Sambade, que irão acompanhar a orquestra visitante.

 

7s7s

 

E à semelhança do ano anterior, Alfândega da Fé, que conta já com 10 edições do 7S7L, irá receber o festival em dois fins de semana diferentes, a 6 e 13 de setembro, respetivamente.

Assim, na próxima sexta-feira, outra produção original tomará de assalto o palco alfandeguense com a Brava 7Luas Banda. Esta é uma produção que conta com 5 músicos da Ilha da Brava, em Cabo Verde. O reportório deste grupo que, ontem esteve com Marcelo, procura “defender a tradição musical da ilha das flores utilizando o crioulo que confere aos temas uma emoção especial”. Os sons cabo-verdianos prometem, assim, invadir Alfândega da Fé com ritmos e melodias crioulas.

 

brava

 

Ainda na próxima sexta-feira, o Festival 7S7L apresenta o projeto “O que é Singular num Coletivo?”, uma parceria entre o Serviço Educativo do Museu do Douro com a Escola de Música da Associação Musical de Alfândega da Fé.

Venha despedir-se do Verão, no Festival Sete Sóis Sete Luas, nos dias 6 e 13 de Setembro, no Largo S. Sebastião junto à Casa da Cultura Mestre José Rodrigues”, convida o executivo alfandeguense.

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.