PUB.

De 31 de maio a 9 de junho a Feira do Livro de Valladolid terá o México como país convidado

De 31 de maio a 9 de junho, a Feira do Livro de Valladolid completará a sua  57ª edição com mais de uma centena de atividades, enriquecidas pela multifacetada oferta cultural trazida pelo país convidado, o México, e pela presença de incontornáveis autores da literatura nacional espanhola. 

Encontros com escritores, apresentações editoriais, sessões de autógrafos, promoção da leitura, poesia e música integram o programa, apresentado pela vereadora da Educação e Cultura, Irene Carvajal, acompanhada pelo presidente do Grémio de Livreiros de Valladolid, Pablo de Garay

“A grande festa da literatura da cidade e de Castela e Leão”, assim a descreve Carvajal, contará com dois palcos principais: a Plaza Mayor, que albergará um total de 55 stands, entre 25 livrarias, 24 editoras e seis instituições, para além do espaço onde os autores assinarão as suas obras e de um stand de informação, sendo que o outro palco será no centro da cidade, mais precisamente no Pavilhão da Feira, não esquecendo o Círculo de Recreo, na rua Duque de la Victoria, que disponibilizará múltiplas atividades distribuídas por duas das suas áreas mais emblemáticas, a sala de reuniões e o Salão do Restaurante de 1844.

livro

ENCONTROS COM AUTORES

 

O auditório do Círculo de Recreio será o centro nevrálgico dos grandes eventos e encontros literários, desde o discurso de abertura de Luis Mateo Díez, a 31 de maio, até à homenagem às livrarias de Valladolid, que encerrará o evento a 9 de junho.

Durante o primeiro fim de semana, os visitantes poderão desfrutar de eventos proporcionados pelo facto do México ser, nesta edição, o país convidado como, por exemplo, encontros literários com figuras incontornáveis da literatura mexicana. E haverá autores para todos os gostos e para todos os tipos de leitores como David Toscana, Juan Pablo Villalobos, Daniela Tarazona, Jordi Soler, Sihara Nuño, Jorge F. Hernández, Alejandro Barrón e o professor Sergio Rivera.

Valladolid será, também, visitada por grandes autores espanhóis como Fernando Aramburu, que trará o seu mais recente romance "El Niño", o vencedor do Prémio Umbral para o melhor livro do ano, Álvaro Pombo com "Santander, 1936" e o último vencedor do Prémio Nadal, César Pérez Gellida com "Bajo tierra seca". A escritora galega María Oruña apresentará "Los inocentes" e Reyes Monforte estará presente com a sua última obra "La condesa maldita".

De destacar, também, que o encontro dos clubes de leitura de Valladolid possibilitará a oportunidade perfeita para dialogar com o escritor e jornalista Manuel Jabois sobre a sua última obra, "Mirafiori".

li

HORÁRIOS

 

Com o intuito de se adaptar aos vários tipos de visitantes, sejam eles locais, nacionais ou estrangeiros, crianças ou adultos, a organização decidiu flexibilizar os horários, consoante o período do dia, de um evento que respira cultura e conhecimento. Assim, de 31 de maio a 9 de junho, a Feira do Livro de Valladolid estará aberta ao público:

 

Manhãs, de segunda a sexta-feira, das 11h30 às 14 horas; sábado e domingo, das 11h30 às 14h30;

 

Tardes, de segunda a quinta-feira, das 17h30 às 21 horas; sexta-feira e sábado, das 18 horas às 21h30;

 

Domingos: 2 de junho, das 18 às 21 horas; 9 de junho, das 18 às 20h30.

 

Carvajal

Vereadora da Educação e Cultura do Município de Valladolid, Irene Carvajal

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.
The website encountered an unexpected error. Please try again later.