Vinhais continua a devolver totalidade de IRS e a manter a taxa mínima de IMI

A Câmara de Vinhais vai continuar a aplicar, em 2023, a taxa mínima de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a devolver aos munícipes os 5 por cento (%) do Imposto sobre o Rendimento Singular (IRS).

As propostas sobre os impostos municipais foram aprovadas em reunião de Câmara, como divulgou este município do distrito de Bragança, e traduzem-se na aplicação da taxa mínima de IMI de 0,3% para prédios urbanos e de 0,8% para prédios rústicos.

O município transmontano continua também a abdicar da totalidade dos 5% do IRS cobrado no concelho, o que corresponde a devolver às famílias “cerca de 300 mil euros”.

"À semelhança daquilo que vem sendo feito, o município de Vinhais tem procurado de várias formas ajudar as famílias do concelho, sendo que manter os níveis reduzidos dos vários impostos de receita municipal é uma das formas", justifica a autarquia presidida por Luís Fernandes.

A Câmara de Vinhais vai aplicar ainda o IMI Familiar, que permite baixar os valores pagos pelas famílias em 20 euros, para quem tem um dependente a cargo, 40 euros para quem tem dois dependentes e 70 euros para quem tem três ou mais dependentes.

Este desconto é deduzido de forma automática no IMI, sendo as famílias sinalizadas através da declaração de IRS do ano anterior, onde é discriminado o número de dependentes.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.