Faleceu a criadora de moda mirandelense Manuela Gonçalves

A criadora Manuela Gonçalves, uma das pioneiras da moda de autor em Portugal, morreu ontem, em Lisboa, aos 77 anos, dois anos após ter sido diagnosticada com um cancro, disse um seu amigo à agência Lusa.

Manuela Gonçalves estava internada há uma semana no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa, onde acabou por morrer ontem ao início da tarde.

Nascida em 1945, em Mirandela, Manuela Gonçalves licenciou-se na Escola Superior de Belas Artes, em Lisboa, antes de rumar a Londres, onde foi bolseira na Saint Martin’s Fashion School.

Após o 25 de Abril regressou a Lisboa, onde, em 1975, abriria a loja Carmin e, quatro anos mais tarde, a Loja Branca, onde vendia peças desenhadas por si.

Manuela Gonçalves, a par com Ana Salazar, é considerada uma das pioneiras da moda de autor em Portugal, cuja afirmação aconteceu na década de 1980.

Em 1991, fez parte do grupo de 13 criadores que apresentaram coleções na 1.ª edição da ModaLisboa, no Teatro São Luiz.

Manuela Gonçalves, que já estava retirada da Moda há alguns anos, desenhou também figurinos para peças de teatro.

Algumas das criações de Manuela Gonçalves podem ser vistas até 13 de novembro na Casa do Design, em Matosinhos, na exposição “Portugal Pop. A Moda em Português 1970–2020”, que apresenta uma seleção de 200 conjuntos de moda de designers de diferentes gerações, percursos e linguagens.

moda

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.