PUB.

Baixo Sabor tem no balonismo um novo atrativo para promover o território

O potencial turístico dos Lagos do Sabor, no nordeste transmontano, tem um novo atrativo com a descoberta deste território através de voos de balão de ar quente, uma iniciativa que a organização considera que veio para ficar.

Os voos realizam-se no Sabor & Vilariça Ballon Fest, que decorre até domingo nos concelhos do Baixo Sabor, concretamente em Alfândega da Fé, Mogadouro, Torre de Moncorvo e Macedo de Cavaleiros, a que se junta o concelho vizinho de Vila Flor, em pleno Vale da Vilariça, no distrito de Bragança.

Pelos céus deste território vão voar livremente e ao sabor do vento 13 balões de ar quente de países como a Lituânia, Espanha, Portugal e Países Baixos, que podem transportar até seis pessoas, mais o piloto deste tipo de aeronave. Haverá ainda voos estáticos nos cinco concelhos, no período da noite.

Este festival de balonismo acontece pela primeira vez e conta com a organização do Associação de Municípios do Baixo Sabor (AMBS) e da entidade regional do Turismo do Porto e Norte, que pretendem que, no futuro, tenha amplitude internacional, dado o potencial desta região para este tipo de atividade de lazer e recreio.

Segundo o secretário executivo da AMBS, Vítor Sobral, trata-se de uma iniciativa que “é já uma aposta ganha”, sendo o balonismo “algo que se pretende que faça parte da estratégia e que vai ser consolidado durante muitos anos no território”.

Para o presidente da Câmara de Mogadouro, António Pimentel, esta é uma iniciativa que poderá contribuir para a implementação da estratégia delineada pelos quatro municípios para os Lagos do Sabor para o turismo.

O balonismo vai-se constituir como um polo dinamizador do turismo no Baixo Sabor, havendo já quem preveja a instalação de voos de balão de ar quente neste território, dada a beleza das paisagens entre as montanhas e o rio Sabor”, vincou o autarca.

Vítor Sobral disse também que o Sabor & Vilariça Ballon Fest já superou todas expetativas, visto que em cerca de 35 minutos após a abertura de inscrições para os voos foram registados um “milhar de pedidos de pessoas de todo o país e de Espanha”, o que obrigou a abrir mais 500 vagas nos cinco municípios aderentes à iniciativa.

Esta manhã, no âmbito daquele que foi o primeiro voo livre do festival, os pilotos também deram nota positiva às condições para o balonismo, com o lituano Tomas Olevsonas a destacar a beleza da paisagem do Baixo Sabor.

As paisagens são maravilhosas com destaque para os lagos do Sabor e as montanhas circundantes. É terceira vez que voo em Portugal e fiquei encantado com toda esta envolvência”, frisou o piloto de balão de ar quente.

Também Guido Santos, piloto de balão, avançou que, após este primeiro voo em Mogadouro, fica sempre a vontade de voar mais neste território.

É uma zona muito viável para o voo em balões com capacidade até seis pessoas. Seria muito interessante ter aqui um balão de ar quente a operar neste território dos Lagos do Sabor. Poderia ser partilhado entre as autarquias”, rematou.

Quem teve a sua primeira experiência de voo em balão de ar quente ficou maravilhado com este tipo de atividade e a serenidade das condições meteorológicas para esta prática.

AF

A paisagem vista do ar é soberba, nada a comparar com o que vemos de baixo. Foi um voo tranquilo e sem sobressaltos. Não consigo descrever o que vi de lá de cima. É espetacular”, disse David Rodrigues, que é fotógrafo.

Para alcançar o sucesso, na ótica dos promotores deste festival, é necessário que haja várias edições do evento “com o objetivo de atrair operadores turísticos para poderem desenvolver a atividade".

Segundo dados avançados pelo TPN, o peso económico do balonismo é de dois milhões de euros e estima-se que, em 2022, tenham sido transportados em Portugal cerca de 7.500 passageiros por todos os operadores, sobretudo em voos de natureza turística.

O programa do festival continua hoje à noite, em Mogadouro, com voos estáticos. Depois, segue-se Vila Flor, também com voos estáticos e livres. Neste concelho haverá na sexta-feira o espetáculo Night Glow, onde os balões de ar quente vão poder sincronizar os seus queimadores com música eletrónica.

Já no sábado, chega a vez do concelho de Torre de Moncorvo, com voos livres ao início da manhã e estáticos à noite, e o mesmo acontece no domingo em Macedo de Cavaleiros, que encerra este primeiro festival de balonismo do Baixo Sabor e Vale da Vilariça.

AF1

FOTOGRAFIAS TIRADAS EM ALFÂNDEGA DA FÉ, A PRIMEIRA LOCALIDADE A ACOLHER A INICIATIVA

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.