PJ detém bombeiro de 39 anos suspeito de atear sete fogos em Alfândega da Fé

Um bombeiro de 39 anos foi detido em Alfândega da Fé por suspeita de ter ateado sete incêndios florestais neste concelho do distrito de Bragança, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

De acordo com a PJ, o bombeiro está indiciado pela prática do crime de incêndio florestal e irá ser presente a tribunal para a aplicação de medidas de coação.

Os incêndios de que é suspeito ocorreram este verão em várias freguesias do concelho de Alfândega da Fé, mais concretamente nos dias 22 e 28 de junho, 18 de julho, 3 de agosto e 2 de setembro.

Ainda segundo a PJ, os fogos “consumiram cerca de 110 hectares de área de mancha florestal, constituída, maioritariamente, por mato”, tendo colocado em perigo habitações e outros bens.

Os focos de incêndio colocaram em perigo uma vasta mancha florestal constituída por mato, área agrícola, bem como habitações de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”, refere, em comunicado.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.