PUB.

Município de Moncorvo decide colocar equipamentos em espaços públicos que podem salvar vidas

A Câmara Municipal de Torre de Moncorvo encontra-se, neste momento, a implementar um programa de Desfibrilhação Automática Externa (DAE) para a “melhoria da sobrevida após paragem cardiorrespiratória de origem cardíaca”. No total, serão adquiridos 15 aparelhos de desfibrilhação automática num espaço de três anos, num investimento que rondará os 15 mil euros por ano.

A iniciativa surge da “preocupação” do município com a saúde dos seus cidadãos que frequentam as instalações municipaisapostando na prevenção e aumentando a probabilidade de sobrevivência em caso de paragem cardiorrespiratória cardíaca

Assim, de acordo com o executivo, serão colocados desfibrilhadores em alguns espaços da responsabilidade da autarquia, nomeadamente no Cineteatro de Torre de Moncorvo, Centro Escolar, Campo de Jogos Dr. Camilo Sobrinho, Piscinas Municipais ao Ar Live e Piscinas Municipais Cobertas

De salientar que alguns funcionários do município e futuros operadores dos equipamentos DAE, já frequentaram uma formação inicial, estando prevista a instalação dos equipamentos a curto prazo

Facto é que está provado que a utilização de desfibrilhadores automáticos externos aumenta as probabilidades de sobrevivência das vítimas de morte súbita cardíaca. Esta é, em termos técnicos, causada por uma arritmia chamada fibrilação ventricular que impede o coração de bombear o sangue, sendo o único tratamento eficaz a desfibrilhação elétrica que consiste na administração de choques elétricos ao coração para que o ritmo cardíaco volte ao normal.

De sublinhar, ainda, que a probabilidade de sobrevivência é tanto maior quanto menor for o tempo decorrido entre a fibrilação e desfibrilhação, daí a “importância da implementação deste programa”, destaca o executivo.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.