PUB.

Itália invade Bragança com os seus Ferraris a arrastarem multidões para as ruas

Teve lugar em Bragança a maior concentração de sempre de Ferraris na região do Nordeste Transmontano. O som dos motores, performances dignas das pistas de corrida, velocidades estonteantes, adrenalina ao rubro e linhas tão agressivas como inconfundíveis fizeram deste sábado passado um dia inesquecível para muitos que tiveram a rara oportunidade de observar de perto os exclusivos veículos da marca italiana.

O I Circuito Citadino Maranello Legacy trouxe consigo, aproximadamente, vinte Ferraris à Capital de Distrito, levando o público a sair em peso à rua para contemplar alguns dos modelos mais exclusivos da marca italiana, sinónimo de competição, velocidade e perfeição.

As "máquinas" estiveram em exposição na Praça Cavaleiro Ferreira cerca de duas horas, enquanto os seus proprietários foram dar uma volta no comboio turístico para, assim, poderem conhecer algumas das principais artérias da cidade, nomeadamente, da zona histórica.

No centro da exposição, um modelo que roubou quase toda a atenção. Tratava-se do 488 Pista, um dos sete exemplares em Portugal, naquela que foi a primeira apresentação pública do mais recente modelo de estrada da casa de Maranello.       

Seguiu-se o circuito de exibição entre a Avenida Sá Carneiro e a Avenida das Forças Armadas, onde os Ferraris justificaram o porquê de serem a marca que são, de terem a fama que têm e de custaram o dinheiro que custam. Pequenas fortunas que dão direito a carros de elite capazes de prestações magnificas que tiraram o fôlego à muita assistência que fez questão de marcar presença ao longo do percurso.

Um dos principais responsáveis pela vinda dos Ferraris a Bragança foi o brigantino João Rodrigues, ele próprio membro do grupo Maranello Legacy desde a sua fundação. “Este é um grupo de amigos que nasceu há dois anos com meia dúzia de carros, foi crescendo e é verdade, eu fiz alguma pressão para virem a Bragança também, e aconteceu”, referiu o transmontano proprietário de um F355 Berlinetta.

 

fer

 

Para além do apoio da Câmara Municipal de Bragança e da PSP, o evento contou com a colaboração imprescindível do Nordeste Automóvel Clube (NAC). “Esta parceria surgiu a convite do Carlos, aqui de Bragança, que nos desafiou a participar e a apoiar e como é óbvio a nossa paixão pelos carros é forte e, por isso, fizemos questão de estar ao lado dessa parceria que é muito importante para nós, para o clube e, principalmente, para a cidade”, afirmou o presidente do NAC, Bruno Fernandes, que espera que este evento “seja o primeiro de muitos, pois as nossas portas estarão sempre abertas e o NAC sempre que puder irá apoiar este tipo de eventos”.

A Kapital do NordestE entrevistou, ainda, o porta-voz do Maranello Legacy, que se mostrou muito satisfeito pelo decorrer de todo o evento, na sua primeira vinda a Bragança enquanto fundador do grupo.

Esta é a nossa forma de homenagearmos os membros de Bragança, pois esta é a nossa primeira vez aqui e em Trás-os-Montes, e de proporcionarmos aos restantes elementos do grupo a experiência de conhecerem Bragança que é uma das cidades mais bonitas da Europa e que tem a melhor gastronomia do mundo”, elogia André Vieira, o responsável pela organização e dinâmica do maior grupo nacional de "orgulhosos" donos dos icónicos veículos da marca italiana do Cavallino Rampante.

 

fer

 

FOTOGRAFIAS: Fernando Pimparel

GALERIA FOTOGRÁFICA (BMF): http://www.kapitaldonordeste.pt/node/649

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.