Emigrante não cumpre confinamento obrigatório e é detida pela PSP por crime de desobediência

A Polícia de Segurança Pública (PSP) deteve uma cidadã nacional ontem, dia 23 de março, pelas 11h35, por não cumprimento do confinamento obrigatório.

Emigrante em França, a mulher que chegou, recentemente, a território nacional, não foi presente a tribunal, mas será, posteriormente, notificada para comparecer nos serviços do Ministério Público de Bragança.

Entretanto, já foi redirecionada para a sua residência, onde deverá permanecer em isolamento profilático.

De acordo com a PSP, a arguida, “consciente da sua conduta” e apesar de ter sido notificada pela polícia que, na sequência da determinação da Autoridade de Saúde Regional Adjunta do Norte, todos os cidadãos provenientes de países estrangeiros devem cumprir 14 dias de isolamento profilático aquando da sua chegada a Portugal, violou esta medida e, por isso, foi detida.

Em comunicado, esta força de segurança faz, ainda, questão de salientar o seguinte: “Perante o estado de emergência a PSP adotará preferencialmente uma abordagem pedagógica e sensibilizadora para a importância do cumprimento das restrições atualmente impostas. Contudo, impõe-se o máximo rigor relativamente aos cidadãos em confinamento obrigatório, razão pela qual apelamos a todos os nossos concidadãos, em especial aqueles que regressam da diáspora, que compreendam e cumpram as limitações impostas que visam salvaguardar o bem comum”. 

fi

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.