Covid-19: Autarquia preocupada com o impacto nos negócios após integração de Mirandela na lista de concelhos com elevado risco de contágio

A presidente da Câmara de Mirandela alertou hoje para os “substanciais” impactos nos negócios e no “ânimo” de todos decorrentes da inclusão do concelho na lista dos de maior risco de contágio do novo coronavírus.

Em declarações à Lusa, Júlia Rodrigues admitiu que os impactos económicos das medidas restritivas a que ficam submetidos os concelhos de risco "são substanciais para o negócio local e para o ânimo e moral de todos".

"Deste modo, reagimos com a normalidade admissível ou seja, enfrentando mais este desafio, com confiança e determinação", frisou.

"Sempre fomos monitorizando a evolução epidemiológica no concelho e já perspetivávamos esta inclusão do concelho de Mirandela na lista dos concelhos com elevado risco de contágio do novo coronavírus", afirmou a autarca do distrito de Bragança.

O município já tinha anunciado algumas medidas para atenuar os feitos na economia local como a continuidade do projeto cartão comércio e de todas as medidas para mitigar impacto na vida de todos.

"Vamos continuar a perspetivar soluções e implementá-las", enfatizou a autarca trasmontana.

No quadro da prevenção vamos reforçar a testagem no sentido de, em conjunto com a saúde pública, anteciparmos cenários e com isso evitar surpresas”, acrescentou.

Em curso está “a desinfeção preventiva em lares e locais de grande exposição aos fatores de risco", exemplificou.

A autarca admitiu que o município não vai abdicar "de dar brilho ao Natal" e que Mirandela ficará "uma cidade jardim repleta de luz e som".

"Resta-me desejar que esta época se ultrapasse com resiliência e o habitual caráter transmontano", concluiu.

Segundo o último boletim epidemiológico emitido na quinta-feira pela Unidade Local de Saúde (ULS) de Bragança, o concelho de Mirandela regista 77 casos ativos de covid-19.

A reavaliação da situação epidemiologia é feita a cada 15 dias pelo Governo, a lista de concelhos com risco elevado de transmissão do novo coronavírus é definida de acordo com o critério geral do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) de "mais de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias", e considerando a proximidade com um outro concelho nessa situação e a exceção para surtos localizados em municípios de baixa densidade.

O Governo anunciou na quinta-feira uma atualização da lista dos concelhos com risco elevado de contágio, que passa de 121 para 191 municípios.

Dos 12 municípios que fazem parte do distrito de Bragança, só Vinhais e Vimioso é que não estão na lista vermelha dos concelhos com elevado risco de contágio pelo novo coronavírus.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,29 milhões de mortos no mundo desde dezembro do ano passado, incluindo 3.250 em Portugal.

 

FOTOGRAFIA: David Correia

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.
The website encountered an unexpected error. Please try again later.