Covid-19: Associação Comercial quer “semear esperança" através da iniciativa Colorir Bragança

A Associação Comercial, Industrial e Serviços de Bragança (ACISB) quer mobilizar o comércio e a comunidade numa tentativa de criar uma “onda de cor e de esperança”, naquele que considera ser o “momento mais crítico da pandemia”.

É mais uma iniciativa que pretende elevar o ânimo, devolver a cor e a esperança à comunidade que, por estes dias, vive momentos de desalento, desesperança, incerteza e medo”, sustenta a direção, para quem é importante “dar um sinal de cor e de esperança para que quem mais precisa perceba que nesta batalha tão difícil estamos juntos”.

Sob o mote “Juntos somos mais fortes”, a ACISB pretende convidar os comerciantes, as instituições e as famílias a juntarem-se ao desígnio de “semear esperança”, através da campanha “Colorir a Cidade”.

Também da nossa atitude depende a vitória, nesta batalha desleal. E nós queremos construir uma atitude coletiva de força, coragem, determinação, alegria e fé”, evidencia a direção, presidida por Maria João Rodrigues, que irá colocar, “simbolicamente”, um “grande coração” no Hospital de Bragança, de forma a manifestar o seu reconhecimento e “dar ânimo aos profissionais que estão na linha da frente no combate ao covid”.

A ACISB desafia as Instituições Particulares de Solidariedade Social a unirem-se à construção desta onda de cor. “As instituições que queiram aderir devem criar um coração em tecido ou outro material resistente às adversidades atmosféricas externas ao qual devem juntar os braços, que podem fazer em tricô, em tecido outros materiais”, explica a associação, acrescentando que “estes braços serão cosidos para, posteriormente, serem colocados à volta do hospital com duas mãos em cada ponta entre cada instituição, simbolizando o abraço da cidade aos profissionais da primeira linha de combate e também a todos os cidadãos “apanhados” por este vírus, que lutam pelo restabelecimento rápido da sua saúde”.

ACISB

Simultaneamente, as famílias são desafiadas para colorirem o Facebook, mas, também, as ruas e as fachadas das suas casas, enquanto às crianças é-lhe colocada a seguinte questão: “Qual é a cor da tua esperança?”.

Com esta pergunta, a ACISB pretende que os mais novos pintem um coração da cor que desejarem, tirem uma fotografia com ele e as respetivas famílias para, depois, as enviarem para a associação comercial que se compromete a publicá-las nas suas redes sociais.

Podem, também, ajudar nesta onda de cor fazendo um coração de maior dimensão, no material que entenderem e colocá-lo na janela ou na varanda”, sugere a ACISB, que irá preparar “cartazes cheios de cor” para o comércio, que reflitam “união e solidariedade entre todo o setor de atividade, aqueles que estão abertos a trabalhar com normalidade, os que mesmo abertos têm os negócios parados e aqueles que, simplesmente, têm as atividades suspensas por tempo ainda indeterminado”.

São simples sinais que queremos que elevem o estado de ânimo coletivo, que queremos que devolvam a esperança a todos aqueles que por estes dias sentem que já a perderam”, sublinha a ACISB, que sente a relevância de transformar os números dramáticos dos nossos dias em “imagens coloridas”.

AC

 

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.
The website encountered an unexpected error. Please try again later.