Carnaval de Bragança alia o tradicional sabor do butelo com a alegria e a cor próprias dos caretos

O butelo e os caretos juntam-se no Carnaval de Bragança para animar o fim de semana prolongado com a gastronomia, em que é rei o típico enchido, e com os tradicionais mascarados das Festas de Inverno transmontanas.

De 21 a 26 de fevereiro, duas das mais autênticas tradições da região juntam-se no programa do Festival do Butelo e das Casulas e do Carnaval dos Caretos, que foi hoje apresentado à comunicação social.

A Praça Camões é o centro das atividades com uma tenda para acolher produtores do butelo, o enchido de ossos e das vagens de feijão secas, a que chamam casulas ou cascas, e de outros produtos associados.

Em toda a cidade haverá mais de 30 restaurantes a servirem o butelo com casulas, o prato típico da Terra Fria Transmontana que sempre foi a refeição da reunião da família no Carnaval, como explicou hoje o chef de cozinha António do Rosário, que preparou um almoço “demonstrativo da iguaria”.

É “um prato forte, de inverno”, como disse, adequado aos rigores do frio transmontano, mas durante muito tempo foi um parente pobre do restante fumeiro.

O butelo era feito para aproveitar tudo do porco, no caso o bucho e a bexiga enchidos com partes menos nobres como ossos das costelas. É servido com as cascas, batata e acompanhado de outras carnes de porco, assim como chouriça.

Em pouco mais de uma década, o butelo e as casulas ganharam fama e procura, e uma confraria que o promove e organiza este festival junto com a Câmara de Bragança, a Academia Ibérica da Máscara, e a União de Freguesias da Sé, Santa Maria e Meixedo.

CMB

O festival terá, como indicou o presidente da Câmara, Hernâni Dias, demonstrações gastronómicas e atividades para as famílias e os mais novos.

A edição deste ano conta também com atividades desportivas como uma maratona dedicada ao butelo e casula e uma prova de ciclismo.

O evento é feito ainda com uma exposição e animação permanente e junta também na organização e participantes portugueses e espanhóis, nomeadamente entre os tradicionais mascarados mais presentes no meio rural que vão levar o carnaval dos caretos à cidade.

Portugueses e espanhóis saem à rua no desfile marcado para sábado, 22 de fevereiro, que percorrerá as ruas da cidade de Bragança até ao Castelo, onde acontecerá a tradicional Queima do Diabo, uma figura com sete metros de altura.

O Carnaval dos Caretos de Bragança termina na Quarta-feira de Cinzas, a 26 de fevereiro, com “O Diabo, a Morte e a Censura” a saírem à rua para recriarem outra tradição secular desta região.

Karet

FOTOGRAFIAS & VÍDEO: BMF

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.