PUB.

Berta Nunes renuncia ao mandato de presidente do município alfandeguense

A presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé disse, hoje, à Lusa que renunciou ao mandato na sequência das eleições legislativas de domingo.

A socialista Berta Nunes tinha suspendido o mandato, em agosto, para se candidatar pelo círculo eleitoral de Bragança às eleições.

A autarca não conseguiu ser eleita deputada com o PS a eleger novamente, por este círculo eleitoral, apenas um parlamentar, Jorge Gomes, e o PSD dois, concretamente Adão Silva e Isabel Lopes.

Berta Nunes decidiu não regressar à Câmara e já renunciou ao cargo, como disse à Lusa, por estar no terceiro e último mandato e dar espaço “para se afirmar” a Eduardo Tavares, o vice-presidente que assumiu a presidência da Câmara de Alfândega da Fé, e que será o candidato do PS, já confirmado, nas próximas eleições autárquicas.

Berta Nunes é médica e regressar à atividade profissional é sempre uma possibilidade”, mas afirmou à Lusa que não pode dizer o que vai fazer porque ainda não sabe.

A única certeza que adiantou é que vai “continuar a fazer política” até porque faz parte da Federação Distrital do PS e da Comissão Nacional do partido.

Alfândega da Fé foi um dos quatro concelhos, entre os 12 do distrito de Bragança, onde o PS venceu as eleições legislativas, mas sem conseguir abalar a hegemonia do PSD nesta região.

No domingo, o PSD teve no círculo eleitoral de Bragança a vitória mais expressiva destas eleições com quase 41% dos votos, enquanto o PS ficou pelos 36,5%.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.


PUB.

The website encountered an unexpected error. Please try again later.