Autarquia macedense decide atribuir verba de 400 mil euros aos bombeiros até 2022

Com o intuito de garantir o financiamento da corporação nos próximos dois anos, a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Macedo de Cavaleiros (AHBVMC) assinou um protocolo de cooperação com o município.

Em vigor até ao dia 31 de dezembro de 2022, o protocolo de cooperação garante uma comparticipação anual de 200 mil euros aos bombeiros.

Tivemos em conta que há um significativo aumento dos custos que os nossos bombeiros têm de suportar, desde logo, com a aquisição de equipamento de proteção e desinfeção por causa da pandemia de Covid-19”, sustenta o presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros, acrescentando que “há, ainda, que juntar uma significativa redução das receitas provenientes do Transporte Não Urgente de Doentes”.

Segundo Benjamim Rodrigues, “a Câmara Municipal tem também uma responsabilidade social e humanitária que não deve esquecer” e que, foi por essa razão, “que se identificou a necessidade de reforçar as verbas anualmente entregues aos soldados da paz”.

A verba anual servirá para assegurar as remunerações dos funcionários da Sala de Operações e Comunicações, o apoio e socorro nas praias da Albufeira do Azibo, a manutenção do apoio ao Heliporto Municipal, bem como a limpeza de vias rodoviárias municipais e o espalhamento de sal.

A poucos dias do 98º aniversário da corporação macedense, o autarca elogia o “trabalho exemplar” que a corporação tem desempenhado “no auxílio e socorro, não só à população de Macedo de Cavaleiros, mas também a toda a região do Nordeste Transmontano”, enaltecendo que “os apoios são, sobretudo, um sinal do reconhecimento da autarquia à nobre missão dos nossos bombeiros”.

si

FOTOGRAFIAS: BMF

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.