Autarquia brigantina apoia Associações Humanitárias de Bombeiros do concelho com 330 mil euros

Foram ontem, dia 5 de fevereiro, assinados os protocolos de Cooperação Institucional entre o município e as associações humanitárias de bombeiros voluntários de Bragança e de Izeda.

Apesar de representarem um montante de 330.651,98 euros, aos protocolos assinados deverão ser somadas outras despesas das duas orporações de bombeiros assumidas, ao longo do ano, pela câmara como é o caso do pagamento de seguros e outros protocolos celebrados com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, o que representa um valor global próximo dos 428 mil euros para os cofres da autarquia.

O município entende que estas associações são importantíssimas para o Serviço Municipal de Proteção Civil e para o socorro às populações, sempre com uma resposta positiva quando são chamadas à ação”, sublinhou o edil brigantino, Hernâni Dias, durante a sessão matinal de assinatura dos protocolos de cooperação institucional que teve lugar no Salão Nobre da Câmara Municipal e que, este ano, decorreu de forma algo diferente, tendo em conta as normas preventivas decorrentes da pandemia e de forma a salvaguardar a segurança de todos os intervenientes.

Em suma, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Bragança é-lhe atribuído um total de 247.083,40 euros. Uma verba destinada aos encargos com o atendimento permanente do Serviço Municipal de Proteção Civil, o Grupo de Intervenção Permanente, o serviço básico de salvamento e luta contra incêndios, o abastecimento de água às populações, o serviço com a autoescada, os serviços prestados no apoio às atividades e eventos municipais, bem como com os encargos relativos ao apoio da Carreia Aérea Bragança-Portimão, que decorre no Aeródromo Municipal e que, diariamente, garante socorro em todas as aterragens e descolagens, através de sete bombeiros de serviço permanente.

BVI

Por sua vez, à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Izeda é concedido um apoio financeiro anual de 83.568,58 euros para atividades correntes da associação, nomeadamente, no âmbito do atendimento permanente do Serviço Municipal de Proteção Civil, do abastecimento de água às populações e dos serviços prestados no apoio às atividades e eventos municipais.

Além dos valores correspondentes aos protocolos ontem assinados, o município assegura, também, o pagamento integral dos seguros das viaturas de serviço e de acidentes pessoais a todos os trabalhadores de ambas as corporações, este ano estimados em 6.762,80 euros e 18.096,43 euros para os bombeiros de Izeda e Bragança, respetivamente.

É assumido, ainda, o pagamento de 50 por cento das despesas inerentes às Equipas de Intervenção Permanente, num total previsto de cerca de 72 mil euros, o que perfaz, no total e como já referido, 427.511,21 euros.

Tal como nos anos anteriores, “os protocolos serão ajustados, no final do seu prazo, mediante os serviços reais prestados pelas corporações”, salienta o executivo.

Adicionar novo comentário

CAPTCHA Esta questão tem a finalidade de prevenir publicações de spam.